Deputad@s municipais

Deputad@s municipais
Novembro 6, 2012 11:27 PM

Nas últimas eleições autárquicas, em Setembro de 2013, o Bloco de Esquerda foi o único partido a subir a sua votação no concelho, tendo elegido dois mandatos na Assembleia Municipal de Odivelas.

 

Contudo, o Bloco de Esquerda mantém o compromisso da rotatividade dos seus autarcas. São três as pessoas que têm assumido essas funções.

O Bloco de Esquerda, com apenas 1 mandato num total de 40 deputados municipais, na anterior sessão, foi o partido que mais trabalhou e mais documentos apresentou na Assembleia Municipal. Quem votou no Bloco, sabe que não se arrepende, porque esta esquerda é fiel aos seus compromissos.

Opinião

Ou são os ventos, ou é o calor excecional, ou agora o frio persistente, aponta-se tudo menos a irresponsabilidade de um Governo INCOMPETENTE. 

A saída do Ministro da Cultura talvez tenha sido a pedido do próprio, talvez não. Coisa menor porque, de facto, três anos de uma mão cheia de nada e outra de cousa nenhuma são mais do que precisamos.

Quando o problema da habitação em Lisboa precisa de soluções para ontem, ninguém pode fugir às suas responsabilidades, nem tão pouco se pode ter um discurso e praticar outro.

Adicionar operações urbanísticas que favorecem a especulação imobiliária e criam fortunas de um dia para o outro é deitar gasolina no fogo. Os avisos de transparência e de prudência devem, pois, ser ouvidos.

O lema da presidência austríaca é “Uma Europa que protege”, um lema baseado na ideia de que a suposta crise de refugiados e de migração tem que ter uma resposta dura por parte da União Europeia.

Melhorar a qualidade das refeições nas escolas de Lisboa é o compromisso que o Bloco de Esquerda assumiu na Câmara Municipal de Lisboa.

Não é julgando estas pessoas que resolvemos os problemas, é dando-lhes visibilidade e voz.

A imagem pode conter: texto